Honra ao Mérito

placas

A noite da quarta-feira, dia 13 de setembro, foi muito especial para o Círculo Bento Gonçalvense, por ser um momento de reconhecimento da história da entidade. Em sessão solene da Câmara de Vereadores, o Círculo foi outorgado com o diploma de honra ao mérito pelos 80 anos dedicados a projetos sociais e culturais. A proposição foi do presidente, o vereador Moisés Scussel Neto, e havia sido aprovada por unanimidade na sessão do dia 12 de junho (RESOLUÇÃO N° 209, DE 20 DE JUNHO DE 2017).

scussel e enio

Scussel lembrou da importância da atuação da entidade e de seu passado histórico e envolvimento local, afirmando que é um trabalho que consegue chegar onde, às vezes, a municipilidade não alcança, tornando-se um braço da ação do governo.

recebendo placa

A placa foi entregue ao representante legal da entidade, José Emanueli Júnior, e ao administrador da entidade, Paulo Rocca. Emanueli falou da história dos Círculos no Brasil e do surgimento do Círculo Bento Gonçalvense, inclusive mencionando que o prédio da associação já abrigou a sede da Câmara. Ele também agradeceu a todos os que contribuíram e contribuem com o Círculo, responsáveis pelo sucesso da entidade.

emanueli

Estiveram presentes na solenidade ainda o presidente da Federação dos Círculos do Rio Grande do Sul (Fcors), Paulo Failace, representante legal da FCORS, a presidente do Círculo Operário de Uruguaiana, Maria de Lourdes Ibaldo, o sub-reitor da Universidade de Caxias do Sul, Campus de Bento Gonçalves, Miguel Santin, o secretário de Governo e Administração, Ênio de Paris, representando o prefeito, os vereadores Agostinho Petroli, Anderson Zanella, Elvio de Lima, Idasir dos Santos, Valdemir Marini e Volnei Christofoli, e funcionários, associados, conveniados e voluntárias do Círculo Bento Gonçalvense.

recebendo placa 2

Acesse mais fotos da cobertura da Rádio Difusora. Assista a sessão solene neste link.

Imagens: reprodução ao vivo da Câmara de Vereadores e Círculo Bento Gonçalvense.

COBG e COPA lançam chapa para Conselho de Administração da FCORS

Foi homologada nessa segunda-feira, 13 de outubro, a chapa “União para o Desenvolvimento” formada pelos candidatos José Emanueli Júnior, do Círculo Operário Bento-Gonçalvense (COBG), e Paulo Roberto Perez Faillace, do Círculo Operário Porto-Alegrense (COPA), para a eleição da Federação dos Círculos Operários do Rio Grande do Sul (FCORS), que acontecerá no dia 6 de dezembro de 2014.

Os objetivos da chapa no caso de eleita incluem reforçar a gestão da Federação e resgatar a imagem dos Círculos Operários, acompanhar, discutir e auxiliar todos os Círculos em suas necessidades, estabelecer e manter mecanismos de transparência, fortalecer a Escola Técnica Santo Inácio, e estimular o poder de participação de todos os Círculos através das Assembleias.

Confira abaixo a carta completa com todos os objetivos e também os princípios da chapa.

Aos companheiros Circulistas

União para o Desenvolvimento

Este slogan significa o desejo do movimento Circulista de um projeto transparente e ético junto a Federação dos Círculos Operários do Rio Grande do Sul. Devemos ter um conselho forte com verdadeiro espírito circulista e que faça a FCORS realmente cumprir o seu papel de federação.

Os princípios dessa chapa envolvem trabalhar com transparência, diálogo e união.

Os objetivos são:
1. Resgatar o poder das assembleias, trazendo novamente para o plenário as decisões que definam os rumos do movimento e de ações sociais a serem implantadas;
2. Criar um canal direto com todos os Círculos para análise individual de todas as suas necessidades e aspirações, através de seus projetos;
3. Criar um portal de transparência efetivo dentro da página online da FCORS para divulgação dos orçamentos, despesas e transações financeiras, através dos balancetes e relatórios;
4. Resgatar a marca Círculo Operário através de políticas de divulgação e comunicação;
5. Definir a atuação da FCORS a partir dos objetivos dos Círculos Operários;
6. Criar parcerias com órgãos públicos para atingir objetivos sociais, culturais e assistenciais, como saúde, lazer, creches, escola e etc;
7. Fortalecer o Conselho de Gestão com a finalidade de aperfeiçoar as decisões tomadas pelo Conselho de Administração;
8. Fortalecer a Escola Técnica Santo Inácio.

Porto Alegre, 14 de outubro de 2014.

Paulo Roberto Perez Faillace
Círculo Operário Porto-Alegrense (COPA)
José Emanueli Júnior
Círculo Operário Bento-Gonçalvense (COBG)

Inicia curso gratuito de elaboração de projetos no COBG

Dinâmica realizada durante o curso. Fotos: Scheila Sipp

Dinâmica realizada durante o curso. Fotos: Scheila Sipp

Iniciou nesse sábado, 12, o Curso de Elaboração de Projetos Sociais e Culturais das regiões serrana e metropolitana. Os encontros reunirão os Círculos Operários e seus parceiros, somando esforços para contribuir com o processo de excelência das entidades locais e regionais na elaboração de projetos e na mobilização de recursos que serão investidos no desenvolvimento cultural e social.

A iniciativa, de responsabilidade da FCORS, que faz a integração do movimento circulista no estado, acontece em Bento Gonçalves por sua localização estratégica e pelo desempenho do Círculo Operário Bento-Gonçalvense em seleções e execução de recurso da federação, assim como de financiadores locais – como o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica).

A mesa de abertura contou a presença do coordenador da equipe técnica da FCORS e ministrante do curso, Luiz Carlos Stephanou, a representante do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável da Serra Gaúcha (Cisga), Giana Marcela Lorenzon, asecretária municipal de Habitação e Assistência Social, Rosali Fornazier, representando o prefeito Guilherme Pasin, o representante legal do COBG, Guaraci Valduga Vasseur, a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Patrícia Giuriatti, e o administrador do COBG, Paulo Tadeu Rocca Souza.

Mesa de abertura.

Mesa de abertura.

O Curso de Elaboração de Projetos terá uma carga horária de 48 horas/aula, divididas em 6 encontros, que continuam nos dias 26 de abril, 3, 10, 17 e 31 de maio, das 8h30min às 17h30min, de forma totalmente gratuita, no auditório do Círculo Operário (Rua General Gomes, 232), de forma totalmente gratuita.

A FCORS, como organizadora deste curso, tem como objetivo capacitar, no universo relacionado a instrumentos de gestão social, os círculos operários e seus parceiros para a elaboração de projetos sociais e culturais, visando melhorar a qualificação de seus representantes para fortalecer a razão de ser dessas entidades e organizações.

Entre os objetivos específicos do curso, estão:

  • Ministrante do curso, Luis Stephanou.

    Ministrante do curso, Luis Stephanou.

    contribuir com a compreensão sobre o papel do Estado, dos movimentos e organizações sociais nas políticas sociais e seus desafios diante da nova ordem mundial;

  • capacitar os participantes na elaboração de projetos sociais e culturais, principalmente em seus aspectos de redação;

  • vislumbrar novas possibilidades de captação de recursos e potencializar as existentes;

  • e conhecer experiências de outras organizações no campo da elaboração de projetos e gestão social.