Atenção Associados e Associadas!

No próximo dia 14 de abril teremos a nossa Assembleia Geral Ordinária.

Todos estão convocados e ficaremos muito satisfeitos com suas presenças. O COBG é de todos nós e é muito importante a participação neste momento em que poderemos ver as contas da entidade, conferir as atividades realizadas em 2014 e receber o Livro do Associado (com todas as informações sobre convênios e sobre os benefícios da associação).

Também é o momento de eleição para composição dos Conselhos Administrativo e Fiscal. As chapas já podem ser inscritas. Qualquer dúvida quanto ao processo de eleição, não exite em entrar em contato conosco.

A partir da próxima semana, os associados que se fizerem presente na entidade, para atendimentos e pagamento de mensalidade, receberão em mãos a convocação.

Até breve.

Reflexões sobre o Dia Internacional da Mulher – Post 1/Mulher

Amanhã é celebrado o Dia Internacional da Mulher.

Por entender e participar das políticas sociais, o COBG percebe que, antes de ser uma data de comemoração por direitos já conquistados, também é um dia de reflexionar e discutir a igualdade de gênero e as especificidades de uma minoria (atentando-se para o fato de que não é assim dita no sentido numérico, e sim no sentido expressivo).

A partir dessa temática, vamos ter 8 posts durante o mês de março falando sobre a Mulher e suas diversas lutas.

O primeiro deles, baseado em informações da Organização das Nações Unidas (ONU) e outras fontes, lembra o histórico que levou a eleição da data de 8 de março como Dia Internacional da Mulher.

Boa leitura, e esperamos sugestões, comentários e críticas ;)

——————————————————————————————————————–

Um breve histórico do Dia da Mulher

Há várias histórias diferentes sobre o Dia Internacional da Mulher. Todas elas, entretanto, são unânimes ao falar da reflexão do que é ser mulher e das dificuldades enfrentadas pelo gênero feminino ao longo dos séculos. A ideia de celebrar um dia para elas surgiu no início do século XX nos Estados Unidos e na Europa, a partir da luta pelo sufrágio, assim como de melhores condições de vida e de trabalho das mulheres que passaram a incorporar a mão-de-obra na indústria. A primeira celebração foi em 28 de fevereiro de 1909, USA, depois em 19 de março de 1911, vários países. Na Rússia, as comemorações do Dia Internacional da Mulher foram o estopim da revolução de 1917.

Hoje, o pior incêndio da história de Nova York até o 11 de setembro, que ocorreu na fábrica da Triangle Shirtwaist, matando 146 trabalhadores (a grande maioria mulheres), é associado a data. A causa teria sido o conjunto de más condições de segurança do prédio. O sinistro, entretanto, aconteceu em 25 de março.

Depois de alguns anos no esquecimento, o dia foi recuperado pelo movimento feminista na década de 1960, mas só foi chancelado pela ONU em 1977 para lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres.